Hoje eu acordei me sentindo nostálgico

Hoje eu acordei me sentindo nostálgico, com saudades do passado, das pessoas, dos sentimentos. Acordei com vontade de procurar todos que foram embora, dizer que me perdi ao longo do tempo e que me achei um milhão de vezes, dizer que sinto falta, dizer que dói a ausência guardada no peito, dizer que machuca essa insensibilidade e que me destrói pedaço por pedaço. Hoje eu acordei com vontade de amar, pendurei o orgulho no porta-casacos e saí para eternizar. Mas o medo guardado no bolso sempre me sussurra: “Será que vale a pena? Será que vale a pena se machucar de novo? Será que alguém se importa?” É um preço muito alto se arriscar. É um soco no estômago se deixar levar. Hoje eu acordei confuso, sem saber o que fazer, qual caminho escolher, saí sem rumo e deixei o medo na gaveta, andei até a estrada, até me esquecer. Mas só hoje, eu acordei.
Gabriel Mariano.