Hoje pude sentir o peso do vazio

Hoje pude sentir o peso do vazio. E é mais do que eu posso suportar, meus ombros não são tão resistentes e não há ninguém que me ajude a sustentar o peso. Sou menos forte do que demonstro e qualquer um que consiga enxergar minh’alma é capaz de ler: cuidado, ser humano frágil. Não estou proclamando independência ou morte! Esse não é mais um texto onde digo: volta ou arrumo coisa melhor. Estou só e me sinto bem assim, pelo menos na maior parte do tempo. É que agora o vazio resolveu bater e acabei descobrindo esse meu lado saco de pancadas. Descobri esse meu lado que ás vezes, só precisa de um ouvido atento e de um abraço acolhedor. Esse meu lado é carente e só quer alguém capaz de lhe dar um pouco atenção. Não é pedir muito, é? Não é que eu queria alguém pra chamar de mô, colocar uma aliança no dedo e trocar saliva. É uma questão de mesmo só, precisar de alguém. A solidão ás vezes enjoa e ficar na própria companhia não é o bastante. É normal precisar de alguém.
Querido John.