Olhe só pra você tão linda

Olhe só pra você, tão linda, meiga e carismática. Tem um sorriso lindo e uma voz tão encantadora. Toda tímida e romântica. Aposto que todos os meninos ficam babando por você. Esse seu jeito de falar, rir, brigar, escrever e os seus ciúmes, são todos perfeitos. Não me canso de abrir uma foto sua e ficar te imaginando, não me canso de colocar aquela música que me faz lembrar você, não me canso de olhar os históricos de conversas nossas só para te ter aqui perto de mim. Mas você nem sabe que eu faço isso todos os dias. E quando a gente “briga”? Nossa, eu quase morro por dentro. Porque se tem algo que me deixa triste é brigar contigo. Sabe aqueles ciúmes que você sente por dentro mas não me diz nada? Então, eu sei que sente e eu gosto disso, pelo menos mostra que você sente algo por mim. E sei que lá no fundo você me ama, assim como eu te amo. […] Toda pessoa tem suas qualidades e defeitos. É toda meiga, e carismática mas tem seu lado bipolar. Sim, sua bipolaridade. Não irei citar mais. As vezes é chato mas eu vou me acostumando de pouco a pouco com essas mudanças repentinas de humor. Até porque, pra ser amor temos que amar, principalmente, os defeitos. Enfim, agora eu me pergunto: que chances eu tenho com você? Olhe só para mim, apenas um homem romântico e cheio de defeitos também. Sinto inveja de quem pode te abraçar todos os dias ou pelo menos sentir o cheiro do seu perfume e sim, sinto um pouco de ciúmes também, um pouco não, muito. Mas, será que você sabe que me faz um bem danado quando converso contigo? Será que você sabe que eu me preocupo tanto quando diz que vai sair pra algum lugar? Não estou falando de ciúmes, mas saber se está bem. Será que você sabe que, todas as noites eu penso em você antes de dormir? Enfim, se não sabe, está sabendo agora. […] Tantos dias se passaram e eu ainda continuo a te amar, continuar a pensar em você todos os dias antes de dormir e ao acordar. […] Eu aprendi a gostar de você e aprendi que, no amor não se vê apenas as qualidades, mas sim os defeitos. Aprendi também, que não se vê apenas a beleza exterior mas sim, a beleza interior e isso você tem de sobra. — K. Shibahara.